Investigação

Desenvolvida vacina contra a gripe das aves e a doença de Marek

Edição genética pode ajudar a criar aves resistentes à gripe aviária

Os cientistas do Instituto Pirbright, no Reino Unido, utilizaram a engenharia genética para desenvolver uma vacina que protege as aves contra a doença de Marek – uma doença neoplásica viral e altamente contagiosa em galinhas – e contra a gripe das aves.

Através de um novo estudo, publicado na revista Vaccines, a equipa utilizou uma ferramenta de edição do gene CRISPR/cas9 para inserir um gene da gripe das aves no herpesvírus do peru (HVT) – usado nas vacinas contra a doença de Marek.

Os códigos genéticos da hemaglutinina (HA) – proteína da gripe fundamental para a entrada do vírus nas células hospedeiras – são um alvo importante da resposta imunológica do hospedeiro ao bloqueio da infeção.

Munir Iqbal, que lidera o grupo de investigação em Pirbright, explicou que “o HVT já é utilizado em vacinas contra a doença de Marek e pode ser administrado nos ovos, fornecendo proteção às aves a partir do dia em que eclodem”. O especialista reforçou ainda que “o gene adicional HA que incorporámos será expresso pelo HVT quando este se replicar nas células hospedeiras, o que significa que uma única dose de vacina induz imunidade contra ambos os vírus”.

O processo é mais eficiente do que os métodos anteriormente utilizados, pois permite que aos produtores de vacinas atualizem as estirpes de forma mais rápida para que possam acompanhar a evolução do vírus.