Congresso Montenegro

Congresso Montenegro: Tivemos bons momentos nas palestras e um bom convívio entre todos

Congresso Montenegro: Tivemos bons momentos nas palestras e um bom convívio entre todos

O Europarque, em Santa Maria da Feira, voltou a ser palco de mais uma reunião da comunidade veterinária ao acolher a XI edição do Congresso Montenegro, desta vez à volta da Geriatria. 

Karen Tobias, uma das oradoras de destaque na edição deste ano, abriu o ciclo de conferências com a palestra sobre ‘Cirurgia Endócrina’, a que se seguiu Elena Martinez com uma palestra sobre ‘Tratamentos médicos em pacientes oncológicos geriátricos’.

Já a sessão de abertura do evento contou com as presenças da Bastonária da Ordem dos Médicos Veterinários, Laurentina Pedroso, e do diretor-geral de Alimentação e Veterinária, Álvaro Mendonça, que fizeram questão de marcar presença no evento.

Odontologia, selfies e finalistas em destaque

Apesar da grande maioria palestras ter como foco as patologias mais comuns em animais geriátricos, desde a insuficiência renal crónica às patologias respiratórias, foi a odontologia que esteve em destaque na área de exposição, com várias empresas a apostar no evento para dar a conhecer as mais recentes soluções na área da odontologia veterinária, uma área em destaque nos próximos tempos.

Uma das novidades da edição deste ano, e que levou muitos dos presentes a visitar os stands na área de exposição, foi a apresentação do passaporte do Congresso que dava acesso ao sorteio de uma mota a quem colecionasse os carimbos das marcas aderentes à iniciativa. O sorteio foi realizado na tarde de domingo, durante o Arraial popular, e Luís Montenegro não podia estar mais satisfeito com a adesão do público. “Este ano estou muito feliz, tivemos bons momentos nas palestras e bons momentos de convívio entre todos. As pessoas aderiram em massa tanto ao sorteio da mota, como ao arraial popular e penso que este ano conseguimos fechar com chave de ouro mais uma edição do congresso”.

Este ano foi notória a presença do público mais jovem, que não resistiu às máquinas de polaroids e a tirar fotografias com adereços em vários stands, o que Luís Montenegro vê com agrado. “A nossa classe é muito jovem, hoje em dia temos seis mil veterinários e todos os anos saem das faculdades 500 novos veterinários, pelo que os estudantes são bem-vindos porque são os colegas do futuro. Vemos isso como uma vantagem, mas também ficamos agradados ao ver que os líderes de opinião também marcaram presença”.

Luís Montenegro destaca três pontos altos no evento deste ano: “a presença do comediante no final das palestras de sábado, o arraial popular e o sorteio da mota por ter sido muito agregador e a proximidade entre oradores e congressistas, proporcionada pelo corner instalado na área de exposição do evento”.

Karen Tobias, uma das oradoras de destaque deste ano, mostrou-se muito satisfeita como evento e com o interesse manifestado por todos os presentes. “As pessoas estavam muito interessadas nas palestras e fizeram perguntas no espaço que nos foi dado para socializar com todos os presentes. É muito importante ter esta proximidade com as pessoas que aderem ao evento pois temos a oportunidade de falar com cada um pessoalmente, partilhar opiniões e experiências, o que é muito enriquecedor”.

Planos de saúde: o futuro para a medicina veterinária?

Na tarde de sábado, uma das palestras mais aguardadas foi protagonizada por Jeffrey Klauner, do grupo americano Banfield, que explicou aos presentes a importância da medicina preventiva e de que forma os planos de saúde podem ser implementados pelas clínicas para que os donos dos animais apostem cada vez mais numa medicina preventiva para os seus animais de estimação.

Para Jeffrey Klauner é vital que toda a equipa acredite na importância da medicina preventiva para que o projeto resulte. “Temos de acreditar que a nossa missão passa por manter o animal saudável e toda a equipa tem de acreditar para conseguir passar a mensagem”. Coube a Jeannine Taafle explicar como é possível implementar na prática os planos de saúde, tendo explicado o que acontece quando recebem a visita de clientes com problemas que não estão abrangidos por estes planos de saúde.

Nota: Ler reportagem na íntegra na próxima edição da Veterinária Atual