Animais

Lisboa vai voltar a ter Provedor dos Animais, mas agora remunerado

animais de companhia - Veterinária Atual

A Câmara Municipal de Lisboa vai debater esta semana uma possível alteração às regras de funcionamento do cargo de Provedor Municipal dos Animais, uma função que deverá passar a ser remunerada e a tempo inteiro. Esta notícia surge depois da demissão de Inês Sousa Real, jurista que ocupava o cargo e que decidiu renunciar por considerar não lhe terem sido facultados os “recursos básicos”.

O vice-presidente do executivo do município de Lisboa, Duarte Cordeiro, e o vereador das Finanças, João Paulo Saraiva, decidiram assim apresentar uma proposta para mudar as regras do cargo, já têm recebido várias queixas e reclamações.

De acordo com a Lusa, os autarcas revelam que se verificou “a necessidade de uma maior disponibilidade para o exercício desta missão, que justifica uma ocupação a tempo inteiro com a consequente compensação remuneratória”.

A Câmara Municipal de Lisboa já fez também saber que “não iremos convidar mais nenhuma pessoa para a função de provedor porque desejamos voltar a convidar a Dra. Inês Real assim que as condições para o exercício da função a tempo inteiro estejam reunidas”.