Investigação

Investigadores descobrem gene resistente aos antibióticos em vacas leiteiras

vaca leiteira - Veterinária Atual

Um grupo de investigadores da Universidade de Berna anunciou ter descoberto um novo gene resistente aos antibióticos em bactérias presentes em vacas leiteiras. De acordo com os cientistas, trata-se de um gene que confere resistência a todos os antibióticos betalactâmicos, entre os quais se conta a penincilina e a última geração de cefalosporinas usadas para tratar Staphylococcus aureus resistentes à miticilina.

Como explicam os investigadores, “a transferência para S. aureus, que é provável, poderia colocar em risco a utilização de antibióticos de reserva usados para tratar as infeções humanas causadas por bactérias resistentes a fármacos em hospitais”.

A bactéria onde foi encontrado este gene resistente aos antibióticos, a Macrococcus caseolyticus, é uma bactéria inofensiva normalmente encontrada na pele de vacas leiteiras e que pode espalhar-se para o leite durante o processo de ordenha.

De acordo com os autores do estudo, pode também ser encontrada em produtos lácteos produzidos a partir de leite cru, como o queijo. Contudo, a transferência deste gene para a bactéria Staphylococcus aureus poderá ter um impacto desastroso na saúde pública. Segundo os autores, o gene resistente à miticilina poderia tornar esta bactéria em S. aureus resistente à miticilina (MRSA), bactéria que é responsável por infeções hospitalares difíceis de tratar.

Saiba mais aqui.