Comportamento Animal

Como determinar origem de problemas comportamentais em animais

Como determinar origem de problemas comportamentais em animais

Perceber por que razão alguns animais têm determinados comportamentos pode ser um dos diagnósticos mais complicados, sobretudo porque em muitos dos casos é difícil perceber o que veio primeiro: um problema médico ou um problema comportamental.

Gary Landsberg, médico veterinário especializado em comportamento ouvido pela Veterinary Practice News, refere que “as mudanças comportamentais devem ser os primeiros e únicos sinais de que existe um problema médico subjacente”. Para o especialista, quando se apercebem dos primeiros sinais, os médicos veterinários devem recorrer a um especialista em comportamento animal, até porque ao fazê-lo podem estar a salvar a vida de um animal ou a evitar problemas maiores.

Nestes casos, o primeiro passo deve ser, segundo o especialista, excluir possíveis problemas médicos subjacentes aos problemas comportamentais observados. A agressão, por exemplo, pode ser fruto de dor, defende.

“As mudanças de comportamento são, por um lado, o primeiro sinal de doença, de dor e de desconforto, mas podem estar a encobrir sinais de medo e ansiedade”, acrescenta Kelly C. Ballantyne, especialista em comportamento animal. “Mesmo que as condições médicas não sejam a primeira causa do problema comportamental, podem contribuir ou exacerbar esses problemas”

A publicação refere também que assim que os problemas médicos são excluídos ou tratados deve avaliar-se se o animal continua a apresentar problemas comportamentais. Nesses casos, os donos de animais devem recorrer ao médico veterinário para aconselhamento não só para corrigir, como para prevenir a recorrência de problemas.

De acordo com o Veterinary Practice News, os problemas comportamentais têm um forte impacto na relação que o animal estabelece com o seu dono. “Agressividade, dificuldade em aprender competências e outros comportamentos indesejados podem prejudicar a relação animal-humano. O comportamento é importante porque a agressividade causa desconfiança. A punição e a dor prejudicam os laços entre os animais e os seus anos. Se estamos zangados uns com os outros, isso prejudica a relação. Se não estamos a comunicar, isso prejudica a relação (…) O mais importante é estabelecer expetativas realistas para o animal em casa e usar serviços veterinários de referência ou veterinários especializados em comportamento”, conclui.